Varejistas brasileiros avaliam mobilidade como vital para produtividade

Fonte: E-commerce Brasil |

A Motorola Solutions, provedora de soluções e serviços de comunicação, apresentou hoje os resultados de um estudo nacional sobre o uso de soluções de automação e de mobilidade no varejo brasileiro, encomendado à Business Marketing Solution (BMS), realizado no segundo trimestre deste ano.

O objetivo da pesquisa foi diagnosticar quais são as tecnologias mais usadas pelos varejistas em cada região e aquelas que ainda não são amplamente utilizadas. Dessa forma, segundo a Motorola, será possível mapear até que ponto o setor está preparado para atender, nos próximos anos, consumidores cada vez mais exigentes num ambiente de crescente mobilidade, interação e acesso a informações.

Para o estudo, que foi apresentado no evento “O Futuro do Varejo”, promovido pela Motorola Solutions no Espaço APAS, em São Paulo, foram ouvidas 150 empresas varejistas no Brasil, dos segmentos de drogarias, eletroeletrônicos, supermercados, materiais de construção, lojas de departamentos e vestuário, que possuem no mínimo seis lojas.

Os principais temas abordados foram as tecnologias de automação utilizadas nos caixas, gestão de logística e estoques, entrega de mercadorias e comunicação entre funcionários.

Do total de companhias participantes, 97% consideram que as tecnologias móveis ajudam na produtividade do varejo. Para 95%, elas reduzem custos para o setor e 96% concordam que usar tecnologias móveis ajuda a atender melhor os clientes.

A tecnologia RFID, que permite melhorar a visibilidade do estoque em tempo real e aumentar a produtividade, apesar do pouco tempo em uso no Brasil, promete ser uma realidade nos próximos anos. Em Santa Catarina, das empresas varejistas entrevistadas, por exemplo, 50% pretendem utilizar a tecnologia. Já no Rio Grande do Sul, 21% querem implementá-la.

Outros pontos importantes revelados no estudo é que 92% das empresas entrevistadas trabalham com rede sem fio (wi-fi) e 61% utilizam coletores de dados para inventários, 49% no centro de distribuição, 36% no depósito da loja e 26% para outras funções dentro da loja.

Na região Norte, 80% das empresas utilizam sistemas de rádio para que os funcionários possam se comunicar nas lojas, 40% celular e 40% também por coletor de dados. Já na região Nordeste, 42% utilizam rádio, 14% celular e 21% coletor de dados.

Os leitores de código de barras são usados em 68% das companhias ouvidas da região Centro Oeste para verificar preços e em 93% nos caixas. No Sul, 75% utilizam a ferramenta nos caixas e 56% como verificador de preços.

“O varejo do futuro será movido pela tecnologia, exigindo que os vendedores estejam mais preparados e mais bem informados. Com esse estudo, a Motorola Solutions detecta o que está sendo adotado e o que ainda precisa ser feito para que o varejo brasileiro consiga atender às expectativas dos consumidores nos próximos anos e oferecer a cada região os avanços e soluções de que ela necessita”, diz Renata Ronco, gerente de Marketing da Motorola Solutions Brasil.