Compras coletivas rendem R$ 731,7 milhões no 1º semestre

Fonte: E-commerce Brasil |

No primeiro semestre de 2012, o segmento de compras coletivas obteve faturamento de US$ 731,7 milhões, o que corresponde a 7% dos R$ 10,2 bilhões acumulados por todo o e-commerce brasileiro.

Espera-se que o segmento continue crescendo no segundo semestre, e que feche 2012 com alta entre 5% e 10%, em relação a 2011, quando o faturamento ficou em R$ 1,6 bilhão.

Os dados foram revelados pelo InfoSaveMe, ferramenta de monitoramento desenvolvida em parceria entre o SaveMe e a e-bit, que analisou mais de 400 sites de compras coletivas em atividade no Brasil - 90% do mercado.

Entre janeiro e junho deste ano, mais de 12 milhões de cupons foram vendidos, a um valor médio de R$ 60. Isso num universo de 83.233 ofertas anunciadas, cujos descontos, segundo o InfoSaveMe, geraram economia superior a R$ 1,4 bilhão.

O período que vai de abril a junho foi o que mais gerou receitas, quando o mercado movimentou R$ 428,7 milhões. No primeiro trimestre foram R$ 303 milhões, sendo que maio foi o mês campeão: R$ 148,6 milhões.

O que mais se compra são passagens aéreas, cruzeiros e hospedagens. O setor de hotéis e viagens arrecadou R$ 194,6 milhões, com tícket médio de R$ 349,25. O montante representa 26.6% do total visto pelo mercado no semestre.

A categoria de produtos rendeu quase R$ 180 milhões no período, ainda acima dos mais de R$ 100 milhões de saúde, beleza e restaurantes. Juntos, os quatro segmentos somam cerca de 85% do volume total.

Com acumulado de R$ 261,2 milhões, as ofertas nacionais são as mais procuradas, tendo abocanhado 35.7% do total de vendas – 1,7 milhão de tickets foram comercializados a um valor médio de R$ 145,21. Em sequência vem a cidade de São Paulo, com R$ 120,5 milhões conquistados a partir de 2,3 milhões de tickets vendidos, seguida por Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Salvador.